sexta-feira, dezembro 30

Arriba!



20h00
- Cheri, é hoje o encontro com a turma no restaurante mexicano, não?
- É sim, Rose.
- Ai, estou tão cansada... mas humm.... tacos, micheladas, chili... além de encontrar todo mundo, vai ser ótimo. Vamos descansar um pouco e ir um pouco mais tarde?
- Acho que seria melhor irmos agora de uma vez, né... José já deve estar lá, tem sempre o grupo que vai chegando mais cedo. A gente vai agora, fica um pouco e aí volta cedo pra casa, leva os cachorros pra passear, dorme mais cedo, acho que assim a gente descansa mais...
- Perfeito. Vai ser bom chegar bem cedo mesmo, dormir antes da meia noite, né. Já estou pronta. Vamos.

22h30
- Mais uma margarita, senhor?
- Claro!!
- Mais uma michelada pra senhora?
- Claro, e spicy, viu! Capricha no gelo e na pimenta!!

00h00
- Meudeusdocéu, Rose! Prova essa empanada!! Tá pimenta pura, alguém me dá uma coisa pra beber!!!
- Deixa eu provar, cheri! Ui, que pimenta forte!!!! Gente, mas tá uma delícia!!!! Vamos brindar de novo!

00h50
- Vocês querem mais alguma coisa da cozinha? Já estamos fechando...

01h20
- Ai, lindinhos!!! Ficaram sem passear hoje... amanhã eu prometo que levo vocês, viu... vamos lá, vou dar uns petiscos caninos pra vocês ficarem felizes... cheri, vamos jogar wii antes de dormir??

01h45
- Boa noite, cheri.
- Boa noite, Rose.

quinta-feira, dezembro 29

Um verdadeiro espetáculo vivo.



quarta-feira, dezembro 28

Senhores, temos um novo recorde?

"O'Connor, de 46 anos, contou no seu blog que o casamento começou a dar errado três horas depois da cerimônia, realizada no dia 8 de dezembro, em Las Vegas, e que o casal morou junto por apenas sete dias, até se separar na véspera de Natal.

Ela disse que o casamento foi arruinado por causa "do comportamento de certas pessoas na vida do meu marido", e admitiu ter saído em busca de maconha para tornar a ocasião "um pouco mais selvagens na noite do casamento, já que não bebo". A "experiência", ela diz, deixou o marido "enormentemente ferido" e "severamente afetado"."


Daqui.

terça-feira, dezembro 27

E se tentássemos inventar notícias estranhas, não sairia nada tão, tão... lê aí.

"O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) desencadeará campanhas educativas e ações conjuntas para tentar inibir o aumento de casos de utilização de canetas de laser verde na direção de aeronaves que, por vezes, atingem os olhos dos pilotos causando a limitação de visão. Segundo o Cenipa, nos últimos três anos tem crescido as reclamações de pilotos atingidos por raio laser. Em 2011, o órgão registrou 250 casos, um aumento de quase quatro vezes se comparado aos números de 2010."

Continua, aqui.

Conservantes



Fui criada no interior. Leite era coisa que se comprava todo dia de manhã. O leiteiro passava vendendo na porta de casa. Pão, eram duas idas diáiras à padaria - uma de manhã, para os pãezinhos do café, outra de tarde, para o lanche.

Ou seja, jamais conseguirei achar normal que uma caixa de leite seja deixada aberta na geladeira, que a gente viaje, volte nove dias depois e o leite não esteja azedo, nem cheirando mal...NOVE dias depois e ele está lá, intacto. A mesma coisa com umas fatias de pão de forma deixadas na cestinha - FORA da geladeira. Nove dias se passaram, e o pão está lá - macio, sem qualquer traço de mofo, sem cheiro ruim, sem nada... como se tivesse sido feito há duas horas atrás...

Sei não, gente, não consigo aceitar bem. Acho tão incrível! Pra mim isso só pode ser possível porque devem ser colocadas toneladas de conservantes nos produtos que nós consumimos... ás vezes eu acho que nós estamos nos alimentando é de plástico, viu.

segunda-feira, dezembro 26

Praticando o desapego



Amores, olhem que gracinha meu celular novo!! Custou a bagatela de R$79.00 nas lojas CEM, e fazia tempo que eu não ficava tão feliz com uma aquisição. Pequenininho, levíssimo, baratinho, deu pra comprar à vista, no débito! E o mais importante... fala. Direitinho, viu.

Passei os meus últimos meses lutando com um smartphone todo cheio de frescuras, programinhas, (in)utilidades, uma coisa... entretanto, o poderoso tinha a tela sensível demais ao toque pro meu gosto - eu vivia fazendo ligações involuntárias. Além disso, travava por qualquer coisa, demorava um século para ligar, outro século pra desligar. Era porque tinha aplicativos demais - dizia a operadora. Ora, mas se não fosse para ter aplicativos instalados, qual a razão de se ter um smartphone?? Acessar a agenda era uma loucura. Eu pensava que estava pesquisando e já estava ligando, e vice versa. Sem contar que a bateria não chegava a durar um dia inteiro... acessar internet por ele é um saco, tela muito pequenininha... isso quando funcionava, né, porque normalmente era uma lendidão descomunal ou então zero de sinal mesmo. E me deixem ser franca - mesmo que tudo funcionasse às mil maravilhas, eu não uso! Nunca usava, ficava tudo lá de enfeite, de penduricalho... Nem foto eu tiro com celular, acho estranho, e detesto essa mania que todo mundo tem agora de sair fotografando tudo, a toda hora, em todo lugar, coisa mais irritante!

Agora, tenho o meu pequenininho leve, ágil, com teclado de verdade, que liga e desliga muito rapidamente, tem uma meia duzia de tipos de toque daqueles mais tradicionais, um vibracall que realmente funciona, agenda, despertador, lista de contatos, cronometro, calculadora, o básico. Liga, recebe chamadas, manda e recebe torpedos e tem dois joguinhos pra passar o tempo numa eventual fila... tá mais do que bom pra mim. Carreguei a bateria no sábado de manhã, e ela ainda nem está dando sinal de que precisa ser recarregada. Não comprometi o limite do cartão de crédito e de quebra ainda vou economizar uma boa graninha por mês, do acesso à internet da TIM.

O smartphone? Dei pra minha irmã, que não se conformou quando me viu comprando o baratinho (- Mas, Rose! Nem os celulares de dez anos atrás, eram assim tão básicos, tão sem-nada, que loucura!!)... alertei que era uma fonte de irritação, mas ela aceitou assim mesmo. Provavelmente vai virar um belo de um videogame para o meu sobrinho... e eu, agora, toda besta, usando o meu "petit" como se fosse um I-Phone de última geração, toda orgulhosa da minha aquisição, hehehe. Pareço criança às vezes, né...

Jingle Bells

Tenho, nos últimos anos, lutado desesperadamente para acabar com qualquer traço de tradição, de receita de fim de ano, de ritual. É uma coisa praticamente impossível! Por mais que a gente decida encarar esse período como um outro qualquer, os horários especiais, os engarrafamentos, as lojas lotadas, a corre-corre, a decoração ridícula, os amigos-secretos, as confraternizações... tudo está aí para garantir que nós não vamos passar incólumes por dezembro. Esse ano me reuni com minha família - a família completa não fazia isso há cinco anos. Foi até uma iniciativa minha mesmo - fazia tempo que não via meu irmão e meu sobrinho mais novo, o ano chegou ao fim... Pensei - porque não aproveitar e juntar mamãe, a outra irmã, sobrinhos... e assim fizemos. É duro reconhecer, gente, mas não - não foi bom. É melancólico, muito do tempo que poderia ser aproveitado com passeios, conversas, risadas e brincadeiras é perdido em lojas lotadas, engarrafamentos, preparativos absurdos para uma ceia absurda, é uma tarde inteira assando carne, arrumando casa, debaixo de um calor horroroso, não há bom humor que sobreviva. A dinâmica familiar fica estranha, os nervos à flor da pele, sei lá. E no dia seguinte, lava um caminhão de louça, limpa tudo, encara aquelas sobras, aquele monte de comida desperdiçado... Comidas, aliás, que não combinam com o clima - castanhas assadas, rabanadas, frutas secas, farofa, sob um calor de mais de 30 graus, é dose! As crianças tão pequenas, só pensam em presentes, em coisas materiais, é um pouco deprimente - tão pequenos e tão consumistas... meu sobrinho mais novo sabia o que ia ganhar por causa da embalagem da loja - todos já são completamente ligados nessas coisas - não se pede mais uma bola, um foguete. É o foguete da marca tal, que vende na loja tal, que passa na propaganda do canal tal e que custa tanto. Assim mesmo, com todos os detalhes.

Natal ideal pra mim, foi o de uns dois anos atrás. Cheri e eu marcamos uma viagem, com vôo saindo no dia 25, às 6 da manhã. Recusamos todos os convites para ceia, encontros, porque no dia seguinte teríamos que acordar de madrugada e enfrentar uma longa viagem. Saímos no dia 24 à tarde, passeamos pela cidade, fotografamos os lugares vazios, com muita calma. Aí fomos pra casa, comemos algo normalzinho que eu mesma fiz, tomamos um vinho, vimos um DVD e antes da meia noite já estávamos na cama. Passamos o dia 25 viajando, chegamos ao destino no fim da tarde, até esquecemos que era Natal... o dia passou, e a partir do 26 tivemos uma semana deliciosa e calma... foi tão bom, tão melhor, tão mais genuíno... devia ser sempre assim, viu. Ah, se não fossem as pressões familiares!!

Não, amores... natal definitivamente não é a minha festa preferida. Não mesmo!

Só para avisar...


Quem viu [os cabelos de] Hebe e Regina Duarte no Faustão neste domingo de Natal, perdeu o direito de dizer que tem Bad Hair Day.

Para reflexão, nesta segunda-feira: Clô Hayalla se apossou do corpo de Regininha? E Tereza Cristina, fez o mesmo com a Torloni?

domingo, dezembro 25

Musiquinha do domingo - Especial de Natal.

sábado, dezembro 24

Feliz Natal e uma novidade...

[agora temos uma página no FACEBOOK! aqui]

sexta-feira, dezembro 23

e você, como faz?

você também tem seus rituais de natal e reveillon, sim senhor. ainda que seja uma coisinha miudinha, mas que sempre precisa ser feita da mesma maneira todo o santo ano. eu por exemplo, sempre passo o natal com a minha família. todo o ano a gente faz pelo menos uma ceia e se cumprimenta à meia-noite. de vez em quando troca presentes, de vez em quando faz um amigo secreto rapidinho, mas de praxe, todo o ano tem uma ceia e uns abraços rolando entre os dias 24 e 25 dos dezembros.
não costumo dar presentes no natal, pois acho uma droga comprar coisas de forma obrigatória para uma tonelada de pessoas ao mesmo tempo. na melhor das hipóteses, perde-se um tempo enorme para encontrar alguma coisa que realmente se pareça com algo que você queira dar para cada indivíduo. isso na melhor das hipóteses, por que quando não se encontra algo desse tipo, é preciso comprar qualquer outra coisa, só para não dar presente para um e não dar para outro... enfim, é um saco.
no reveillon, meu ritual é vestir uma roupa nova, nunca usada. não faço questão de usar uma cor específica, até por que se a paz realmente viesse para todo mundo que usa branco na virada do calendário, o mundo estaria um paraíso. maaaaaas, por mais que a gente não acredite em muita coisa, os inícios de anos sempre nos dão um gás e uma vontade de mudar e melhorar as coisas, não é não? então eu sempre faço pedidos e mando os meus desejos para o universo nas primeiras horas dos dias primeiros de todos os janeiros. de alguma forma eu sinto que há uma vibração boa quando esse monte de gente resolve enviar seus desejos num mesmo momento e que, então, deve haver alguma significação maior do que a gente consiga compreender, algum tipo de movimentação no universo ou algo que valha, sei lá eu... eu sei que eu participo disso.

e com você? quais são os rituais?

eles não sabem com quem estão falando.

astrágalo
as.trá.ga.lo
sm (gr astrágalos) 1 Anat Osso do tarso que, de um lado, articula com a tíbia, e, do outro, com o calcâneo e o escafóide. 2 Arquit Moldura circular, em forma de pequenas bolas enfiadas, com que se orna a parte superior do fuste de uma coluna. 3 Artilh Ornato em forma de filete que rodeia o canhão, junto à boca. 4 Bot Gênero (Astragulus) de ervas e arbustos da família das Leguminosas, caracterizados pelo estandarte estreito da corola, a carena obtusa e a fava carnosa ou papirácea não inflada.

E o objetivo era descobrir o significado da palavra, se não ficou bem claro. Obviamente fui obrigada a fazer mais umas 10 buscas depois dessa.

quarta-feira, dezembro 21

Entenda como puder

não sei vocês, mas o meu coraçãozinho quase sai pela boca de tanta ansiedade.

terça-feira, dezembro 20

#santagula

‎[conversa com o pote de biscoitos de coco]

tá bom, só vou comer os que estiverem quebrados.
[uns 70%]

fim.

Qual é a parte que mais espanta? Estou com sérias dúvidas.

O ácido do estômago não foi o suficiente para estragar a tinta de uma caneta que foi engolida por uma mulher há 25 anos. O caso curioso apareceu no British Medical Journal Case Report e o objeto dói [deve ser "foi"] detectado em uma mulher inglesa de 76 anos.

Ao ser questionada pelo médico se havia engolido algo, a mulher lembrou que acidentalmente engoliu uma caneta há 25 anos.
[!!!!!!!] De acordo com o médico que acompanhou o caso, Oliver Waters, ela relatou que estava na escada tentando mexer em suas amígdalas, [???????] se desequilibrou e tropeçou engolindo a caneta. Na época a mulher tirou um raio-x e não havia nenhum sinal da caneta no corpo.

Segundo Waters, a caneta permaneceu no estômago da paciente por 25 anos e não causou nenhum dano significativo ao trato gastrointestinal. O objeto foi removido por meio de um procedimento endoscópico combinado com um de otorrinolaringologia.
Após ter ficado mais de duas décadas no estômago, a caneta foi corroída,
mas sua tinta ainda é capaz de ser usada na escrita. [aaaaah, bom]

Daqui.

segunda-feira, dezembro 19

eu pensei que não viveria para ver essa dona fazer uma caca dessas na produção.

Desplugada

Casa de mãe, amores...

Sem internet
Sem sinal de celular
Com comida boa
Com sossego de sobra

(tão bom!!!)

E o google

Abra o Google, tecle "let it snow", aperte o "enter"...
Deixe aberto e olha como fica a tela...

Adorei. E ainda pode desenhar

domingo, dezembro 18

no facebook

eu: e o que a gente faz quando fica bem usando óculos amarelo e azul fluorescente, modelo restart?

o barba: se interna por que ninguém fica bem?

amiga 1: Desculpa, Lili, mas vc fica bem com essas coisas coloridas mesmo... Você é praticamente a 5ª integrante do restart. Aliás, você já era uma Restart antes mesmo da banda existir XD

eu: aí! eu posso entrar no lugar do cara que saiu da banda. hahahaha

amiga 1: saiu um cara da banda? Poderiam sair TODOS os caras da banda né?

eu: vocês não entendem. não tem que sair ninguém, por que cada um que sai, inventa de fazer carreira solo ou montar uma outra banda... pensa...

amiga 2: Isso seria uma tortura, restart, download, f5, esc, crtl..kkkkk. Deveriam formar uma banda com nome de delete!

eu: eu não tenho tanta raiva dos meninos, assim... pronto, falei.

(...)

amiga 1: Estou com medo desta conversa, as pessoas vão acabar entregando o jogo e assumindo que são fãs do Restart e eu nao quero causar constrangimento a ninguém, que isso fique bem claro. Afinal, quem começou com esse papo de óculos colorido não fui eu ¬¬

amiga 2: nem eu.

amiga 1: Eu sou praticamente uma senhora, então não assuma para mim a sua opção musical. Não acabe com o meu sábado.

[e terminamos o papo mandando s2 para todo mundo e indo dormir com medo de ter pesadelos com os meninos coloridos. é assim que os idosos aproveitam os sábados nos dias de hoje]

sábado, dezembro 17

vocês sabem.

em tempos de "curtir" e "compartilhar", revolta de internet, na grande maioria das vezes, não passa de uma rápida revoltinha de internet esquecida menos de 5 posts depois... neste sentido eu sou super a favor de um movimento por menos ctrl+c e ctrl+v. não aturo indignação momentânea de quem não faz nada além de clicar num botão do facebook. e aturo menos ainda frases do tipo "ao invés de se preocupar com isso, por que o povo não se preocupa com os políticos que nos roubam diariamente e blá blá blá" como se a própria criatura fosse uma mega ativista política ou humanitária ou sei lá eu que porra - é um desocupado tentando ser melhor que o outro. eu sou a favor de todos irmos nos lascar, nos ocuparmos com alguma coisa, quem sabe a aprender a escrever uma frase sozinhos, por pior que ela seja, só para diversificar e parar de esgotar a paciência alheia. se for pedir demais, deixa pra lá.

quinta-feira, dezembro 15

Como lidar?




E agora no TNT um filme qualquer onde a menina acima faz o papel da feinha rejeitada. Ela está igualzinha na foto, só que cabelo preso. Depois querem fazer campanha anti Bullying. Tipo assim, não adianta muito né?

quarta-feira, dezembro 14

O depoimento e a tempestade

Ontem fui ao fórum, prestar depoimento. Anos atrás, fui ao mesmo tempo testemunha e vítima de um fato que detesto relembrar. Foi em outra cidade, e meu depoimento foi colhido por carta precatória. A hora marcada era 14h00 e eu saí do trabalho com uma hora de antecedência. Como o tempo estava nublado e fresco, resolvi caminhar a distância de pouco mais de 1 km... Fui bem devagar, parei pra tomar um suco, comprei um chocolate, e ainda cheguei uns 20 minutos antes.

- Pode aguardar aí fora, moça, a gente chama pelo nome...

Passaram-se os 20 minutos, e mais 20, e mais 20. Já eram quase 3 horas quando eu entrei na sala, me apresentei, jurei dizer a verdade, ouvi a denúncia inteirinha, em todos os seus detalhes, vieram as lembranças de um dos piores episódios que já vivi, e então comecei a responder tudo o que me era perguntado pelo promotor. Perguntas dentro de perguntas, dentro de perguntas... detalhes dos quais eu não me lembrava mais direito, mais perguntas... O juiz e o promotor querendo fechar aquilo que não tinha como ser fechado; concluir o que não tem como ser concluído.

- Como a senhora conseguiu manter a calma?
- Como se responde a isso, doutor? Não sei. Sei que fiquei calma.
- A senhora ficou com sequelas?
- Não sei, doutor. Acordo amedrontada às vezes. Vou checar se a porta está trancada no meio da madrugada...isso é sequela?
- Se isso for resultado do fato, sim.
- Eu não sei se isso é resultado do fato. Eu só demoro pra dormir. E acordo sobressaltada, doutor. Penso em muitas coisas, mas não fico querendo associar isso a uma coisa específica.
- Seria bom se a senhora fosse capaz de precisar.
- Inclusive para mim, doutor. Inclusive para mim. Mas a verdade é que não sou capaz. Leigamente eu diria que sim. Mas pode ser que não seja. Honestamente não sei.

O transcurso do depoimento foi me fazendo relembrar coisas horríveis. E me causou aquela sensação que ninguém nunca precisou tão bem como Marcelo Nova em uma canção que eu nem sei o nome (...esse calor insuportável não aquece o frio da alma...).

Tudo acabado – A senhora pode assinar aqui, por favor. Está dispensada.
(“A justiça agradece sua colaboração.” “Sentimos muito pelo que aconteceu.” “Deseja um copo d’água?” “Muito obrigado mais uma vez” – Não, claro que essas frases não foram ditas. Na minha cabeça deveriam ter sido, mas não foram. Somente essa: “Está dispensada”. O “boa tarde” fui eu quem disse, antes de sair – e nem reparei se houve resposta).

Saí do fórum com a alma gelada; caia uma chuva fraca, e eu percebi que estava sem um tostão na bolsa e que não havia nenhum banco 24 horas nas proximidades. Impossibilitada de pegar um taxi, comecei a caminhar devagar, de volta ao trabalho, com a cabeça latejando de dor. No meio do caminho, a chuva aperta, e muito. Uma ventania vira minha pequena sombrinha de bolsa ao contrário, como em cenas de comédia... completamente encharcada, mudei o rumo e fui para casa. Era um pouco mais longe, mas eu já estava ensopada mesmo, não fazia muita diferença. No caminho, pessoas encolhidas nos pontos de ônibus. Gente na calçada levando banhos de água suja dos carros que passavam pelas poças d’água formadas no asfalto. Gente que enfrentava a chuva porque não tinha mesmo outra alternativa. Para quem aquilo, que era uma eventualidade para mim, era rotina. Pessoas andando encolhidas, com as sombrinhas muito próximas ao corpo, tentando, em vão, se proteger do mau tempo. Eu sentia o trânsito indiferente aos meus sapatos encharcados, como havia acabado de sentir a justiça indiferente. E ao atravessar a rua alagada, enfiando o pé numa poça que me fez afundar até a canela na lama, decidi que não me deixaria humilhar. Soltei o cabelo, e caminhei o mais devagar que pude sob a tempestade, como uma louca. Ignorei as marquises, não fugi para os fundos das calçadas, não apertei o passo, não protegi o rosto, não abaixei a cabeça, não me preocupei com a transparência da blusa, nada disso. Caminhei como se estivesse sob o sol, e ao chegar em casa, mais de meia hora depois, me senti completamente lavada, limpa, quase exultante. A dor de cabeça havia desaparecido completamente. Pedi para que minha mãe fizesse um café, tomei um banho longo, liguei para o chefe avisando que não retornaria mais e saí para um belo passeio, aproveitando o finzinho da tarde e o fim da chuvarada.

Muito mais tarde, no meio da noite, acordei com um barulhinho qualquer, como de costume. Fui checar a porta, como de costume e me perguntei se aquilo era consequência do que havia me acontecido anos antes. Não consegui concluir.

- Não consigo, doutor. Não sou capaz. Não há pergunta, depoimento ou investigação que possam me levar a concluir isso. Acordo sobressaltada, e é isso.

Conformada com o insucesso, voltei a me deitar. Um cachorrinho ressonava na caminha. O outro pulou na cama e se aninhou em meus pés. Cheri dormia tranquilo, de lado, com a expressão de sonhos lindos. A casa mergulhou na tranquilidade e na escuridão, e a porta estava, definitivamente, bem trancada.

E até que os passarinhos e uma buzina longínqua anunciassem que o nascer do dia estava próximo, não houve mais nenhum sobressalto nessa noite.

Coisas que não existem mais...

Tigela (agora é "bowl")
Batatinhas e mini-cenouras (agora são batatas e cenouras "baby")
Liquidação e 20% de desconto (mudou para "sale" com 20% "off")
Bolinhos (banalizaram o "petit gateau" e inventaram o "cupcake")
Batedores (viraram "fuets")
Gatinhos e cachorrinhos (as pessoas agora tem "pet")

Acho tão engraçado...

terça-feira, dezembro 13

especial para a adelaide e para a xoxô [se ela ainda lesse o FDD]


não assista no trabalho. você pode ter ataques de risos, fazer xixi na cadeira, essas coisas.

Nova TPM, atacando o sexo masculino.

"Noivo surta, foge do altar e corre pelado pelas ruas de Bauru (SP)" e não é só isso. Leia tudo e tente manter a boca fechada. Depois pense na sorte que essa noiva teve com o pré-marido graçasadeus surtando antes do "sim". Ufa.

#TensãoPréMatrimonial

segunda-feira, dezembro 12

Festa no interior na cidade grande

E falando com um sobrinho do maridón:

-E o Dr Spock, você conhece?
-Não, mas conheço tudo de Crepúsculo.

Fim da história. Perdi de lavada....

e esmaltes risqué numa coleção "love dogs", foram feitos pra quem?



sharpei, husky, vira-lata, poodle, chow chow, cocker e maltês... um mais lindo que o outro, igualzinho aos lindos que dão nome às cores. ah! e a risqué afirma não fazer testes em animais e não utilizar produtos de origem animal. adorei hein!

e no meio de tanto alvoroço...

... alguém aí já comprou o livro? já leu? já tem algo a nos dizer? gracias.

Doce Vida - O Natal de Rose Foncée

- Rose, achei a solução para resolver o amigo secreto da tua família!
- Jura, qual é, Cheri?
- Você pega os nomes de todos os participantes com Betsy, a tua cunhada lá do interior de São Paulo. Aí, preparamos um sorteio aqui, com todos os papeizinhos. Você e sua mãe tiram os papeizinhos e me contam secretamente. Eu tiro para tua irmã e teu sobrinho do Sul e mando os nomes pra eles, por email. Daí, tua cunhada prepara outro sorteio lá no interior de São Paulo, para o resto da turma. Ela faz todos os papeizinhos e entrega para uma amiga, para alguém que não vai participar da festa, e pede pra essa pessoa me ligar. Eu passo para essa amiga os nomes já tirados por você e tua mãe, e também os que eu mesmo tirei para tua irmã e teu sobrinho. A amiga tira esses nomes fora, e devolve os papeizinhos para tua cunhada, que então realiza o sorteio lá. Ninguém fica sabendo o nome de ninguém, e o amigo secreto vai ser um sucesso. Entendeu?
- Nossa, Cheri, entendi!! Excelente, adorei, já vou providenciar tudo com elas!! Como a vida é simples, não?!

------------------------------------------------------------------------------------

- Mas, mãe, você precisa fazer mais compras???
- Sim, Rose, ainda faltam muitos presentes!! Ainda não comprei do teu irmão, da Betsy, dos pais dela, do Marcinho, do Marcos...
- Mas mãe, nós não combinamos que vai ser amigo secreto?? Já bolamos o maior esquema vai dar tudo certo... muito divertido e sem necessidade desse monte de presentes!!
- Ah, Rose, sou antiga. Não me sinto bem se não dou uma lembrancinha pra todo mundo. O amigo secreto é outra coisa, vai ser um presente extra!!
- Mãe, a gente faz amigo secreto pra di-mi-nu-ir a quantidade de presentes e a trabalheira e não pra aumentar!!
- Não, eu faço questão... é só uma lembrancinha para cada um mesmo. Gosto de ver a árvore de natal abarrotada de pacotes.
- Ai, então está bom, né...
- Ótimo, filha... agora seja boazinha e vamos lá pro shopping!! Tá tendo feirinha de artesanato, deve ter cada coisa linda! Depois a gente toma um café...
-Tá bom, mãe, vamos... shopping com feirinha de artesanato, no domingo duas semanas antes do natal... meu programa preferido. Vai estar uma delícia, mãe... uma delícia!!!

tu não tava com saudade dele? eu tavo.

Inri Cristo, o “Emissário do Pai”, como ele mesmo se descreve, também é contra a divisão do Estado [do Pará].
O religioso diz que “é como se tivesse renascido em Belém” porque sua revolução aconteceu em Belém, “e lá nasceu a minha instituição, a Soust.”

Linhas Tortas



Desde que o cachorro veio aqui pra casa que Cheri e eu tínhamos vontade de trazer mais um para que o pobrezinho não ficasse tão sozinho. Particularmente, eu sempre quis adotar um, pegar um filhotinho abandonado, um doentinho, fazer um bem para algum cãozinho rejeitado, são tantos por aí, expostos a tanto sofrimento...

Por outro lado, sempre fui extremamente realista pra tudo nessa vida. Moro em um apartamento pequeno, em um prédio que tem um condomínio cheio de regras, vizinhos e tenho uma vida corrida - a casa fica a maior parte do dia sem ninguém. Não dava pra arriscar trazer um cão que latisse demais, que crescesse e necessitasse de muito exercício, muita atenção, cuidados... pra adotar e não cuidar da maneira como teria que ser, melhor não adotar. Pior ainda - adotar, dar um lar, fazer o bichinho se afeiçoar e depois ter que dar pra outra pessoa por conta de vizinhos incomodados com latidos e barulhos, seria submeter o cão a uma nova rejeição. A solução seria, mesmo, pesquisar uma raça pequena, dócil, silenciosa - uma raça~de cãezinhos de apartamento mesmo, para fazer companhia aqui para nosso príncipe, e decidimos então por um schnauzer (para falar a verdade, o schnauzer decidiu por nós - numa das idas à pet shop para comprar ração, vimos o que viria a ser o nosso caçulinha pela primeira vez, à venda, no cercadinho, e ele imediatamente se chegou todo para o lado de Cheri, que imediatamente se encantou com o fofo).

Assim, domingo passado, o novo membro da família chegou em nossa casa. O criador veio trazer o lindão, já com quatro meses todo tímido. E nesse mesmo domingo constatamos que nossa filhotinho estava bem doente - a timidez, que julgávamos ser por ele se encontrar em ambiente estranho, foi aumentando, o bichinho com o passar das horas cada vez mais amuadinho, e aí percebemos o barrigão dele crescendo, duro, ele quase sem conseguir se mexer, com carinha de dor. Corremos para o veterinário, e em sua primeira noite conosco, tivemos que deixa-lo lá, internado, tomando soro, medicamentos, com um sério problema estomacal. Além disso, também percebemos a pele cheia de feridinhas e dermatites - muito mesmo, deve estar sendo uma tortura para ele, que fica se coçando o dia inteiro. Tão logo ele teve alta, já tosamos, e agora começaremos com as pomadinhas e o shampoo medicinal .

O fato é que, por já ser bem grandinho, provavelmente ele demoraria a ser escolhido por outra pessoa, e se mais alguns dias se passassem, provavelmente o problema estomacal se agravaria e a probabilidade dele não resistir seria bem grande. Agora, bem tratado e curado, nosso pequeno está que é uma beleza. Já fez amizade com o outro, tem um temperamento alegre, é carinhoso e divertido.

No fim das contas, mesmo sendo de raça, criado para ser comercializado, estava em perigo, doentinho, sofrendo, e agora tem um bom lar. O ato de comprá-lo acabou significando, por linhas tortas, resgatar um animalzinho de uma vidinha de dor e sofrimento.

domingo, dezembro 11

que fofo. que fofo. que fofo.


O Leãozinho de Caetano no som e na voz [e sotaque] do Beirut. E tem como reclamar do domingo depois disso? Tem não...

sexta-feira, dezembro 9

Gadget ou Gadget #not?



Gente, alguém sabe me dizer se esses mini-modens das operadoras de celular para usar no notebook funcionam bem? Sou completamente analfabeta pra essas coisas - na minha cabeça, vou comprar esse trocinho, escolher um plano, pagar aquela mensalidadezinha básica e aí, sempre que eu quiser, eu enfio o troço na USB do notebook e acesso internet como se estivesse fazendo uma ligação telefônica, sem necessidade de rede wirelss, nada disso... É isso mesmo, gente?? Vale a pena? Qualquer opinião será muito bem vinda, viu... porque Rose Foncée aqui tá morrendo de medo de gastar dinheiro com bobagem...

Eles voltaram!!!

Estão em todas as bancas...




Acho uma delícia!!

quinta-feira, dezembro 8

Dezembro







Agora já não dá mais tempo.



- Rose, menina, a gente precisa se ver...

- Tá ocupada esse fim de semana?

- Tô sim, vamos marcar para o próximo...

-Ih, no próximo não posso, tenho um (casamento, aniversário, viagem, visita, etc, etc, etc...)

- Ah, então mais pra frente a gente se fala e marca algo...



Aí, chega dezembro, e o "faz tempo que a gente não se vê" vira "já estamos há mais de um ano sem nos ver".


No ano novo, juro pra mim mesma que vou jogar tudo o que não me serve fora, vou praticar uma alimentação melhor, vou organizar a papelada, vou enfrentar as caixas fechadas ainda do inventário do meu pai, vou visitar mais minha família, vou ser mais disciplinada nas atividades físicas, vou estudar... mas as coisas vão se sucedendo - é claro que eu posso arrumar o armário do quartinho dos fundos no próximo fim de semana. É claro que eu vou ser mais disciplinada na dieta e na academia, a partir de amanhã... são só três quilinhos acima, a partir do mês que vem dá tempo de começar a cuidar disso... Nossa, mas já estamos em abril, passou rápido! Bom, mas ainda assim, tem mais de meio ano. Como, outubro, já? E a caixa do inventário continua fechada? Fica pra volta das férias...


Aí, chega dezembro, e a gente percebe que mais uma vez não cumprimos as nossas promessas, não fizemos as mudanças necessárias, não demos aquele salto, não fizemos quase nada do que nos propomos...


Não bastasse o consumismo desenfreado, o calor, o excesso de comida, de bebida, o trânsito infernal, os lugares lotados, a convivência com as emoções pasteurizadas e pré-fabricadas, o excesso de trabalho, as luzinhas horrorosas piscando por toda parte, os panetones, o amigo secreto do trabalho, da vizinhança, do grupo de amigos, da família, do condomínio, do outro grupo de amigos, as confraternizações, o desconforto, as enchentes, os recordes em acidentes nas estradas, a loucura coletiva e tantas outras coisas que me deprimem imensamente, em dezembro a gente ainda tem que conviver com a culpa de não ter conseguido cumprir o que se propôs, um certo gostinho de fracasso...


Ainda bem que eu sou minoria - a maioria das pessoas gosta, curte, se diverte... porque, gente - se eu tivesse que conviver com muito mais gente que ficasse no mesmo estado de espírito e com o mesmo mau humor que eu nessa época, juro que não aguentava, viu.


Estou chatíssima. Insuportável!!

quarta-feira, dezembro 7

Aliás...

... você já conhece o ESCÂNDALO gastronômico que é o blog da Patricia Scarpin?

Muito charme, muitas receitas incríveis para todas as ocasiões, muita água na boca... Eu devo roubar algumas ideias para incrementar as ceias de fim-de-ano, como estes [nham nham nham] biscoitos da foto, de gengibre com cobertura de limão siciliano - servem também para veganos.
Tem muita coisa boa no Technicolor Kitchen. Vai lá ver.

terça-feira, dezembro 6

Do meu Facebook (os nomes dos comments foram substituídos pelas iniciais)

Hoje as 11:30:

E eis que no momento mais surreal dessa viagem entra uma senhora estranha que senta ao meu lado. Penso aqui, mas parece a Baby Consuelo. O que ela faria na porra de um ônibus de Resende para São Paulo? Taca no google e pum: Baby do Brasil se converte na igreja metodista de Resende...

CA: que medo!
JM: Meda da Baby Consuelo!
JT: OH MEU DEUS! ADOGO!
PQ: Ela tentou te converter?
CL:Meda.Ela era muito melhor drogada, não?
PM:Tem Santo Daime lá?
HB:hauhahhauaua...tira uma foto de cantinho ne.....pra gente ver o naipe da pessoa...
PM:eu tb só acredito vendo. Até parece que Adelaide ia deixar de postar uma foto.
JM: É só ele postar uma foto de um bando de cabelo branco desgrenhado com uma dentadura embaixo...
Adelaide:Ela tá com cabelo roxo!
JM: mudééééérna! Já ficou amiga? Tá no seu FB?

Hoje as 12:30:

Tenho 3 horas de viagem! Vamos sugerir tópicos:

- como se faz para ser telúrica?
- minha mulher tá grávida e que nomes eu não devo dar ao meu filho?
- Afinal Robertinho do Recife te comeu ou ele comeu Pepeu?
- Você socou o mickey qdo te barraram na Disneylandia?


MW:A Falta de depilição gerava algum odor? Os mais próximos avisaram?
RB:Essa alusão ao Robertinho foi mera coincidência, é? :)
JM:Um tópico: já que sem pecado a essa altura não convence mais ninguém, me diz como chego na sua idade sem juízo?
JM: Outro qual a marca da sua tintura?
JT: Pergunta: Baby, chegou a hora dessa gente bronzeada mostrar seu valor?
JM:Isso! E aí aproveita e mostra sua marca de sol! hauhauahuahauhauahuahaua


Hoje às 15:30:



E eu me presto a isso!!!!


JT: AMO BABY. AMO ADELAIDE
HB: AGAHAUUAHUA ADOREI...
HB: papparazzi das subcelebridades....
LJ: É do Brasil!
PM:ela ta usando a mesma coloração Blue Ruin da Clementine Kruczynski (Kate Winslet)
JM:Jr Essa tá mais pra ex-celebridade... Falar nisso, a Riroka tá bôua?
RB: Parece q 1 das "crianças" deles trocou de nome
FG:ta tudo documentado!

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Definitivamente cada um tem os amigos que merece....

recadinho.



A visita do oficial de justiça



Ontem, 13h00

- Dona Rose, um recado pra senhora...
- Pois não, Jorge...
- Esteve aqui, agora pela manhã, um oficial de justiça procurando pela senhora. Eu disse que a senhora já havia saído para o trabalho, e ele avisou que retorna amanhã...
- Oficial de Justiça, Jorge? Deixou recado, algum papel, algo assim??
- Não senhora... só disse que retorna amanhã.

Amores, sou uma cidadã de bem, mas confesso que passou de tudo pela minha cabeça! Oficial de justiça, meudeusdocéu, o que será que eu fiz? Estarei sendo processada? Será que desacatei alguém? Que crime teria eu cometido? Será que alguém me flagrou comprando bananas por dúzia? Teria sido eu vista furando um sinal vermelho às 2 da manhã? Ou aceitando o couvert que não constava do cardápio no restaurante? Será que Gleise Hoffmann é leitora do FDD e está me processando por eu ter me referido a ela como conservadora religiosa? Terá Lilibeth me acionado por quebra de contrato, por eu estar sumida há uns dias?

Minha tarde de trabalho foi horrorosa, fiquei com dor de cabeça e taquicardia. Precisei recorrer à Mamãe que está aqui passando uns dias comigo, e seu maravilhoso arsenal de tarjas pretas. Jantei e fiquei com um bolo no estômago, dormi pouquíssimo, me revirei na cama a noite toda, com a cabeça a mil... cenas horrorosas povoaram o meu imaginário – algemas, carro de polícia, demissão, cadeia, sentença condenatória... parecia Kafka – eu sendo processada, execrada em público, tendo a vida destruída, e sem saber porque...

O horror, amores. O horror.

Hoje, 07h00

- Bom dia, Dona Rose. Desculpe incomodar essa hora. Mas tem um oficial de justiça aqui em baixo, e quer falar com a senhora. A senhora desce ou mando subir?
- Peça para ele aguardar uns minutos, Jorge... vou me vestir e já estou descendo...

- Bom dia, pois não. O senhor quer falar comigo?
- Mme. Foncée? Bom dia, sou o Sr. Xis, oficial de justiça. Vim aqui trazer uma intimação para que a senhora compareça no dia 13, às 14h, no Forum Tal, para responder umas perguntas... trata-se de uma precatória de um juiz de Curitiba.
- Deixa eu ver... ah! Testemunha!!! Ministério Público do Paraná contra fulano...
- A senhora já sabe do que se trata?
-Sei, sim senhor. Um fato horroroso e desagradabilíssimo que eu tive o desprazer de presenciar uns anos atrás em Curitiba.
-Isso mesmo, Mme. Foncée. Assine aqui. A senhora será ouvida aqui mesmo, não há necessidade deslocamento. A justiça brasileira agradece sua colaboração nesse caso... tenha um bom dia.
- Um bom dia pro senhor também.

Ai, gente não era na-da! Me preocupei à-tô-a!!! Desperdicei um lexotan inteiro e uma noite de sono, hahahahaha. Sou só testemunha de um fato que aconteceu há muito tempo atrás e que quero muito esquecer que presenciei (qualquer dia eu conto os detalhes aqui), não vou precisar ver de novo o cara que está sendo processado, e vou com gosto prestar meu depoimento - espero que ajude para que um certo infeliz seja condenado a uns bons anos de cadeia...e eu pensando que a criminosa era eu, pode???

09h00

- Até logo, Jorge, um bom dia.
- Até logo, Dona Rose... e desculpe acorda-la hoje tão cedo, viu... mas a senhora sabe... entre as 06 e as 20 horas, quando é oficial de justiça a gente tem que chamar...

(nessa hora pensei em abrir meu maior sorriso, explicar que ele tinha agido corretamente, que o interesse era meu mesmo, e que não havia motivo para nenhuma preocupação porque eu não tinha feito nada de errado, mas meu humor estava tão bom, que resolvi fazer um pouco de gênero. Coloquei os óculos escuros e fiz a cara mais enigmática que eu pude...)

- Jorge.... você agiu certo, sempre que vierem me procurar, pode chamar, a qualquer horário... mulheres como eu estão acostumadas a serem despertadas em horários impróprios. O que será da minha vida quando não for mais confundida com uma perigosa bandida, não é mesmo?!
- Haha. Dona, Rose, a senhora tem cada uma.
- Cuidado comigo, Jorge... cuidado comigo...

No OFF da Imaginarium é impossível não querer nada.

Por que tem sempre algo fofo demais, ou lindo demais, ou criativo demais... Aí vão algumas das coisas que eu mais gosto.

Um dos três modelos de óculos bafos que de R$ 59,90 agora custam R$ 29,90.

Carteira de tecido muito fofa de R$ 49,90 por R$ 29,90
Uma das divertidas capas para Laptop em promoção [uma unidade deste modelo já está a caminho da minha casa], naquele tecido de roupa de mergulho e tudo, de R$ 89,90 por R$ 49,90.
Este já foi presente para o namorado junto com os copinhos aí de baixo. De R$ 29,90 por R$ 19,90.
Copinhos criativos de R$ 24,90 por R$ 14,90.
Veja todo o resto, clicando aqui.

PQP



Não acredito que em um país como o Brasil falte mulher para mostrar toda a intimidade nas revistas masculinas, por que vamos combinar, que essas duas aí saírem na Sexy não faz sentido algum. São deformadas, bagaceiras e estragaram-se com o excesso de exercícios(cof,cof,cof anabolizantes).

Tenho certeza que tem mulher muito mais interessante do que essas aí, ali no largo da Batata, dispostas a fazer um programa completo pelo mesmo preço da revista. Na minha humilde opinião, que ninguém perguntou mas eu vou dar, homem que vai atrás disso aí tem sérios problemas. SÉRIOS.

domingo, dezembro 4

esse sotaque eu acho a coisa mais fofa do universo!



dizem por aí que é uma das melhores descobertas de 2011. eu particularmente amei esta música. me digam vocês se gostam de TIBÉRIO AZUL, cambada, e vamos dar um sorrisinho no final do domingo.

sábado, dezembro 3

Uma dúvida.


Caros Pagadores-de-Cofrinhos, tenho uma dúvida: vocês realmente não sentem o vento na zona sul por isso deixam suas partes traseiras à mostra, ou simplesmente não se importam em deixar suas partes traseiras à mostra? Grata.

sexta-feira, dezembro 2

precisando de um carinho?

Zaffari, o melhor supermercado do mundo com os melhores comerciais



Todo mundo indo abraçar a mãe hoje a noite.
"(...) De qualquer forma, a ideia de que somos todos iguais diante do amor, e que a única dificuldade está em encontrá-lo, me parece falsa – ou pelo menos exagerada. Postos diante da possibilidade do amor, uns não conseguirão reconhecê-lo e outros terão impulso de afastar-se. Poucos serão capazes de abraçá-lo assim que ele virar a esquina. Somos diferentes também nisso. (...)"

Um baita texto, vai lá ler.

poderiam ser formandas num álbum de um curso para periguete...

... mas é só um desfile da victoria secrets.

quinta-feira, dezembro 1

para que possamos dormir em paz...

um programinha foi criado para denunciar quando uma foto assim...

se transformou numa foto assim...

exibindo inclusive uma escala que mostra o nível de modificação que cada partezinha da imagem sofreu. o motivo é nobre: ajudar a convencer as bonecas que se jogam nas mãos de um cirurgião plástico com o objetivo impresso em página de revista que o negócio não é bem daquele jeito.
demorou, hein?

Uma Maravilha Tecnológica



Anda com vondade de adquirir um smartphone Motorola? Então, se você é meu inimigo, uma pessoa insuportável, execrável, alguém que eu odeie muito - tô vendendo, baratinho, viu!! Você merece ser o feliz proprietário desse maravilhoso gadget.

Agora, se você é uma pessoa bacana, alguém de quem eu goste, um querido - aceite um conselho: FU-JA dessa geringonça!!

Gente, o troço não funciona direito, não obedece comandos, trava, não tem boa regulagem de sensibilidade ao toque, liga pras pessoas sozinho, dentro da sua bolsa (o horror, o horror - alguém recebe uma ligação sua e acaba ouvindo a sua conversa com o porteiro, com a diarista, a discussão com o chefe, pensem!). Além disso ele tem funcionalidades maravilhosas como desligar sozinho na hora que quer, não permitir que você desligue na hora que você quer. É o sistema de desligamento mais moderno que eu já vi - você abre, tira a bateria fora, conta até 10, e coloca de novo - essa operação deve ser repetida de três a quatro vezes - aí ele destrava e você pode desligar no botão normalmente, não é incrível?!!

A agenda de contatos? Esqueça - ele é temperamental. Esconde alguns nomes, mostra outros... não entende quando você está ligando para um número local ou para o interurbano (sabe aquele negócio de colocar todos os números com o DDD na frente pra poder ligar direto estando você onde quer que seja? Pois é, com ele não funciona).

E para completar, a incrível durabilidade da bateria!! Ontem, terminei o carregamento às 18h00. Fui para casa e não usei o telefone. Por volta das 23h00 ativei o acesso à internet, fiz um acesso rápido, e fui dormir, sem desativar o acesso. Hoje, às 08h45, já estava com a bateria zerada.

Resumindo, amores. O aparelhinho é uma merda.

(ai, desabafei!)

uma salva de palmas para o tchuco-tchuco que teve a brilhante ideia de colocar alças de metal em objetos que vão ao fogo.

quarta-feira, novembro 30

é ou não é ou não é?

Murais

Adoro arte urbana. Esses murais não são lindos?

Só não consegui encontrar a localização deles... vocês sabem onde ficam?





















terça-feira, novembro 29

Da série: As melhoras frases lá de casa

Ontem.
Mamis: Lili, come esta vagem com batata que tá uma delícia!
Eu: Mãe, isso não é batata, é abóbora!
Mamis: Ah, é!

Hoje.
Mamis: Lili, come esta vagem com batata que tá uma delícia!
Eu: MÃE, ISSO NÃO É BATATA, É ABÓBORA!
Mamis: Eu sei, mas é que você não gosta muito de abóbora, então estou tentando te enganar.

\o/\o/\o/\o/

Sua compra registrada na Americanas.com foi autorizada pela sua Administradora de cartão e aceita pela Americanas.com, conforme Política de Análise divulgada em nosso site.

Daremos continuidade ao processamento do seu pedido.
Sua entrega será realizada
• Até o dia 09/12/2011:
- Cd Céu - Vagarosa

segunda-feira, novembro 28

Adivinhem onde eu estava ontem a noite??!!!



- Moça, é um pão de queijo, um croissant de queijo, uma coca-cola, um cafezinho e uma garrafinha de água sem gás, pequena.
- São 30 reais e 80 centavos, senhora.
- Como??
- 30 reais e 80 centavos, senhora...
- Não, meu bem, você entendeu errado... é só UM pão de queijo e UM croissant...
- ... mais uma coca, um café e uma água, é isso mesmo... 30 reais e 80 centavos.
- &#TA Q%& PA*?U!!!!!!!!!!!
- Débito ou crédito, senhora??
-----------------------------------------------------------------------------------

- Mas essa gente é desleixada, não é mãe? Custa jogar o lixo no coletor e retirar a bandeja pra deixar a mesa livre pras outras pessoas?
- Ah, Rose, mas é impossível, filha... olha lá!
- O que, mãe?
- As lixeiras criatura!! Estão todas transbordando, já tem lixo amontoando no chão! E não tem mais espaço pra colocar bandeja lá em cima do coletor não... daqui a pouco vai despencar tudo, olha que loucura!
------------------------------------------------------------------------------------

No cartão de embarque: Horário do vôo - 21h45, embarque no portão 1
Nos painéis de aviso: Vôo atrasado, com previsão para 23h, embarque no portão 7
No sistema de som (leia-se - funcionários aos berros pelos corredores da sala de embarque): Vôo sai a qualquer momento, aguardem próximos ao portão 5.

Ficou fácil, né amores... Bem vindos ao Aeroporto de Guarulhos!!!

domingo, novembro 27

aquela já habitual musiquinha para animar a vida no começo da semana...

algo pior que o fim de um domingo? o fim de um domingo de um fim das férias.
algo pior que o fim de um domingo de um fim das férias? a TV parar de funcionar num domingo de um fim de férias.

sexta-feira, novembro 25

tá difícil até de achar foto no google, mas...

... a nívea está com uma promoção ótima de protetores solares. a gente consegue comprar um frasco de 200 ml do protetor corporal fator 30 + um frasquinho de 50 ml de protetor facial fator 30 com uns 27 contos. preço ótimo.

Bom dia!!!

Alta tecnologia.

Tentando acessar a página dos Macbooks na FNAC: "esta página da web não está disponível". FNAC agora tem detector de pobre?

quinta-feira, novembro 24

eu quero!!!

fronha de cachorro da imaginarium... o natal tá aí e eu fui uma pessoa muito bacaninha durante todo o ano, noel.