quinta-feira, fevereiro 17

BBBesta

Segunda-feira à noite, após indicação de Adriana, Talula e Diogo para o acampamento...

Talula - Quero ver a Adriana no acampamento com o “cabelinho” dela. Glicerina!
Maria, Paula, Jaqueline – Haauhauahuahauhaahuahauahuaha!!!
Maria – Ela perguntou se ia ter shampoo!
Talula, Paula, Jaqueline – Rárárárárárárárárárárárárárá!!!
Jaqueline – Shampoo, boneca? É no puro!!
Talula, Maria, Paula – Huuuuaauauaauahauauauauauauauauaua!!!!

Adriana não foi eliminada. A conversa acima representa uma coisa só: inveja. A maldita inveja feminina. Porque Adriana é linda e tem o cabelo melhor que o das outras. Pode ser chatinha, pode ser burrinha, pode não ter noção, mas o motivo pelo qual ela foi para o paredão e foi alvo dessa conversa deprimente não foi nenhum desses. Foi porque ela é linda mesmo. (Lili podia fazer um post sobre as roupas dela. É cada modelo mais fofo que o outro).

Cada vez que eu presencio uma conversa dessas, me vem um ódio, e uma vontade de estapear cada uma das maldosas... porque eu tenho convicção que é por causa desse tipo de comportamento em geral que nós ainda ganhamos menos que os homens, que somos tratadas como objetos e que temos que provar 24 horas por dia que não somos burrinhas imbecis. Quatro mulheres adultas com esse comportamento débil e infantilóide, se deliciando com a desgraça da outra, sem um pingo de camaradagem ou de solidariedade. E enquanto isso, os homens estão lá, ficando amigos, rindo, se apoiando à maneira deles, entre abraços e risadas.
Alguém aí tem alguma dúvida de que o vencedor do BBB será, mais uma vez, um homem? E nós poderemos culpar o público? Não, né... claro que não.

17 comentários:

lili cheveux de feu disse...

nossa, rose, tu foi ironica no comentário sobre as roupas dela, não foi? pelamooooooooooooooooordedeus.
ou então eu to assistindo pouco o bbb, pq pra mim ela se veste feito uma baranga.

diana é minha musa até na maneira de se vestir. tanto que no domingo ela estava vestindo uma saia da "espaço fashion" que eu também tenho. cute.

mulher é tudo invejosa mesmo [assim como os homens, mas a gente manifesta de outra forma], mas eu vejo como um negocio completamente natural da raça, especialmente quando se trata de beleza.

Rose Foncée disse...

Lilibeth, nem fui irônica... pode ter sido sorte, não vejo BBB todo dia... mas ela usa uns tops tão bonitinhos, uns "pois", tem uma coisinha meio Audrey, sabe... sei lá, pode ter sido impressão...

Quanto à naturalidade da coisa, pode até ser, mas não deveria. Esses comportamentos nos deixam infantilizadas, fazem com que sejamos competitivas nas questões erradas, e nos prejudicam muito no final das contas... parece coisa pequena, bobaginha... mas não é.

Diana é o máximo mesmo.

Anônimo disse...

Sempre achei que amizade entre homens fosse mais verdadeira... Entre mulheres há muita competição e inveja.

Mesmo que vc seja diferente, que vc não fale mal de ninguém... Nas suas costas sempre tem as colegas falando mal e dando facada.

Amizade de verdade entre mulheres é muito raro.

Anônimo disse...

Não assisto muito BBB, mas fui conferir as roupas de Diana e Adriana no youtube. Gostei mais das roupas da Diana tb.

notei tb q diana é extremamente séria.

Marion disse...

Eu estou com raiva das meninas invejosas.

Posso ser até ingênua, mas para mim não é natural este tipo de comportamento não.

Mas infelizmente já vi muitas situações assim. No meu trabalho há pouco tempo aconteceu algo assim, Entrou uma menina linda ( daquelas de parar o trânsito) e muitas colegas minhas fizeram muitos comentários maldosos, sempre tentanto achar defeito na garota.

Pobreza de espírito.

Ah, sobre as roupas da miss, outro dia ela estava com um baby-doll ultra-fofo. Mas eu acho que ela é muito irregular na maneira de vestir, tem roupas lindas e outras muito horrorosas.

Katiacega disse...

Quando a Lili diz "mas a gente manifesta de outra forma" fica a dúvida: a Lili é homem???

marcelo disse...

Mas tu é cega mesmo heim, Katia!! Lili estava respondendo diretamente à Rose... ou seja, "a gente" significa nós: eu (Lili) e você (Rose), ambas mulheres... aff...

Outra coisa... Lili está viva ainda unicamente porque é mulher. A descarada dá em cima de meu marido, o que significa que se fosse homem, já estaria, no mínimo, hospitalizada, em coma!!!
#aloka

Mari Biddle disse...

Morro de rir com o Marcelo.

A idéia de que mulheres são invejosas é uma construção social, galere. Contaram essa história tantas vezes que acreditamos piamente e passamos a perder nosso tempo 'nos arrumando' para competir umas com as outras num jogo que todos vão perder pois, o tempo, por exemplo chega para todas e todos.

Os homens são invejosos na mesma proporção - veja como eles se degladiam no campo do trabalho e ficam vaidosos em mostrar o carro, a casa e o relógio - tudo da melhor qualidade para impressionar outro homem. Até mulher vira troféu na mão deles.

No mundo corporativo homem dá cada rasteira bonita no outro tudo em busca de poder. Só que a isso eles chamam de ambição e demoniza a mulher que tenta o mesmo.

Eu acho que as roupichas da Adriana é Topshop + H&M. Adoro!

bjs

marcelo disse...

Mari, acho que você tocou no ponto chave... é mesmo uma construção social, e o problema está no que você disse: "acreditamos piamente e passamos a perder nosso tempo...". É exatamente isso. Acho que já passou da hora de vocês pararem de acreditar piamente nisso.

Não sei, não sou bem um homem típico (né, amigan), mas enxergo e vivencio a competitividade masculina de uma forma diferente... a gente compete sim, quer o bom trabalho, o bom carro, etc... mas somos mais focados nas nossas conquistas individuais, e não na derrota dos outros. Essa eu acho que é a diferença.
Mas o assunto é complexo, eu sei... séculos e séculos de opressão, papéis bem definidos desde sempre, sentidos de maneira atávica por homens e mulheres... não é fácil mudar de verdade. Nem para homens nem para mulheres...

marcelo disse...

Mari, acho que você tocou no ponto chave... é mesmo uma construção social, e o problema está no que você disse: "acreditamos piamente e passamos a perder nosso tempo...". É exatamente isso. Acho que já passou da hora de vocês pararem de acreditar piamente nisso.

Não sei, não sou bem um homem típico (né, amigan), mas enxergo e vivencio a competitividade masculina de uma forma diferente... a gente compete sim, quer o bom trabalho, o bom carro, etc... mas somos mais focados nas nossas conquistas individuais, e não na derrota dos outros. Essa eu acho que é a diferença.
Mas o assunto é complexo, eu sei... séculos e séculos de opressão, papéis bem definidos desde sempre, sentidos de maneira atávica por homens e mulheres... não é fácil mudar de verdade. Nem para homens nem para mulheres...

lili cheveux de feu disse...

acho que os dois [mari e marcelo] tocaram num assunto chave: as mulheres naturalmente têm uma disputa mais acirrada pela aparência, pela beleza; enquanto os homens disputam poder , bens materiais... e ambos fazem isso como forma de se destacar para o sexo oposto. é meio que o canto da cigarra, néam?
acho que o "problema" é que aparentemente é muito mais fútil a disputa pela beleza e aparência que faz parte do universo feminino.

voltando ao figurino da adriana, alguém me manda UM link em que ela esteja com uma roupa decente? pq ontem eu a vi com 4 figurinos de vomitar...

Katiacega disse...

Ai Rose, desculpa... não vi.

Katiacega disse...

Ah sim... voltando ao "rico" debate de pouco antes...

A "mulher" em si é uma construção social. O homem também. Aliás, lacanianamente falando, a mulher nem existe, certo? Afinal, tudo que conhecemos no mundo está na ordem da linguagem que é, necessariamente, ordem fálica. No mundo não faltam significantes para o falo - poder, dinheiro, obelicos, beleza, etc... Mas não há nada que signifique "a mulher" no mundo. E não vale citar órgãos sexuais, galera, pois até aí há um buraco.

Já fui mulher eu sei.

Lili Cheveux de Feu disse...

katia, como assim já foi mulher?
gente, tá uma loucura sexual essa caixa de comentarios.

Katiacega disse...

Ai Lili, desculpa se foi baixaria. Não era minha pretensão. Eu estava apenas brincando com a letra da música "Mulher eu sei" (Eu sei como pisar No coração de uma mulher Já fui mulher eu sei Já fui mulher eu sei). Mas, pensando bem, a transexualidade não tem nada de baixaria. Há na verdade muito glamour nisso tudo. Bjo na bochecha e não repare se eu acabar acertando a testa ok?

Lili Cheveux de Feu disse...

non, non, non, katiacegal. eu não vi baixaria nenhuma. só se tu deletou algum comentário contendo baixaria! =P
falei que estava uma LOUCURA sexual, pq fiquei meio perdida: tu perguntou se eu era homem, falou que já tinha sido mulher... só e tão somente isso. e além disso eu não conheço essa música aí. qual é?

bjo.

Katiacega disse...

Tá aí: http://letras.terra.com.br/ana-carolina/204115/