sexta-feira, julho 29

PA - RA - BÉNS - PRÁ - VO...



Gente, não sei por que ainda mantemos a tradição de cantar parabéns pra você no dia dos aniversários das pessoas. A coisa está ficando cada vez mais constrangedora, viu... antes, era só a vítima, quero dizer, o aniversariante, que ficava lá parado na frente do bolo com cara de tacho. Agora, todo mundo envolvido passa por esses segundos, às vezes minutos, embaraçosos... porque a verdade é que ninguém canta mais a maldita musiquinha: chega a hora, vai a horda, digo, a turma toda pra frente do bolo, o coitado do aniversariante lá, encarando todo mundo de frente, como se fosse um pelotão de fuzilamento, e aí a coisa começa:

TODOS cantam a primeira palavrinha: “Para-béns prá..." aí, no “você” metade já fecha a boca e fica só na palminha... a metade que sobra ainda começa a encarar o “nesta data...”, mas quando chega no “querida”, já está todo mundo de boca fechada, e ficam só as palminhas no ritmo imaginário da música, alguém ainda murmurando alguma coisa pra não ficar chato, e tem o resto da canção inteira pela frente, uma coisa torturante... se alguém resolve cantar pra salvar a situação, corre o risco de ter que segurar o coro inteiro sozinho, com todos os olhares fixos em sua direção como se dissessm : "Não pare, não pare, vá até o fim pelo amor de deus!!" Mas o pior de tudo ainda está por vir: tem sempre um sem noção que quando termina a primeira vez, quando chegamos finalmente ao “... muitos anos de vida” imaginário, resolve tomar novo fôlego e começar de novo mais rapidinho: “Parabéns pra...” ... só que normalmente esse infeliz faz isso só pra prolongar a tortura, e como da primeira vez, já fecha a boca quando a música chega no “...você” novamente e lá vai a cançãozinha inteira de novo, murmurada, com palminhas desencontradas, pela segunda vez, mais torturante ainda...

Não vou nem mencionar o “Com quem será, com quem será...” que algum sádico sempre resolve puxar depois do parabéns porque, honestamente, acho que quem faz isso em se tratando de um aniversariante com mais de 13 anos de idade merece, no mínimo, a cadeira elétrica.

Podíamos combinar, não é, gente... “Parabéns pra você” é um horror, ninguém merece, o aniversariante detesta e os convidados idem. Vamos lançar a moda de pular essa parte e juntar todo mundo para dizer: “Viva Fulano!!!” , “Felicidades pra beltrana!!” e passar direto ao bolinho? Ou um brindezinho esperto com uma tacinha de espumante, não seria bom? Os aniversários ficariam bem mais divertidos, vocês não acham?

6 comentários:

Jujuba disse...

Só em aniversário de criança que se canta a musica direito. De adulto, toda vez é essa cagada. O aniversariante tem que fincar pé e proibir. Já vi algumas pessoas fazerem e dá certo.

Rose Foncée disse...

Jujuba, vou começar a radicalizar, viu... nos próximos aniversários vou perguntar pro aniversariante se ele quer... se a resposta for não, eu mesma já vou tomar a iniciativa e proibir no lugar dele... rs.

Andreia Baro disse...

hahahha! é bem assim mesmo que acontece! kkkkkkkkk
odeioooo parabens, mas sempre meus pais cantavam!
bjus

chaverdecomlimao disse...

Parece que me passou um mini flashback agora... é assim mesmo... muito constrangedor... E eu sou a que continua cantando... que merda!

Anônimo disse...

hahah eu nao canto, mas gosto que cantem pq parece q anima mais um pouco.

Miu disse...

faz mtos anos q não tem 'parabéns' nos meus aniversário. odeio desde sempre! mas sempre tem algum novato na turma q pergunta, na hora de receber um pedaço de bolo, se não vai ter 'parabéns'. E eu sempre digo a mesma coisa: ODEIO 'parabéns', nunca tem no meu aniversário. Tenho certeza que, pela reação, as pessoas sentem alívio!