quarta-feira, outubro 22

Um pouco sobre as urnas

Na nossa visão autocentrada e forçosamente distorcida, estamos praticamente cegos para visualizar coisas verdadeiramente preciosas.

"(...) nos últimos 10 anos, o Brasil reduziu pela metade a parcela da população que sofre com a fome. Com isso, alcançou um dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio que as Nações Unidas estabeleceram até 2015. Os órgãos da ONU destacaram que a taxa de desnutrição no Brasil caiu de 10,7% para menos de 5% desde 2003. Também foi assinalado que a pobreza no país foi reduzida de 24,3% para 8,4% entre 2001 e 2012, enquanto a pobreza extrema também caiu de 14% para 3,5%."

Fonte: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/sair-do-mapa-de-fome-da-onu-e-historico-diz-governo

Qualquer um que preze um pouquinho pela vida do outro se emociona com essa informação. Que coisa grande e linda estarmos, PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA, fora do mapa da fome. "Estarmos", pois, ainda que não estejamos pessoalmente (e demos graças por isso) dentro desses percentuais, estamos COM eles. Somos um dos responsáveis por eles, até aqui e daqui em diante. Perdoem-me. Precisava desabafar um pouquinho, pois estou bem triste por ver que estamos prestes a nos entregar a um playboy cínico agressor de mulheres e defensor de regime ditatorial. Um cara que só pelo "agressor de mulheres" já merece o total desprezo, jamais merecerá o meu país.

Um comentário:

Amanda M. disse...

Grande retorno, Lili!!! <3