terça-feira, fevereiro 26

A hipocrisia nossa de cada dia

Cada dia que passa vou ficando mais enojada com o moralismo barato e a hipocrisia das pessoas desse nosso país.

A moça (nem tão moça mais assim) foi, resolveu passar o carnaval na praia, conheceu o rapaz e se excedeu horrores, alguém filmou tudo. Pra quem não tá sabendo da historia, é o caso da dona de casa e do garotão em Rio das Ostras, que na frente de todo mundo, praia lotada, no meio da tarde, pleno carnaval, resolveram  extravasar o desejo dentro d'agua, ali mesmo, sem medo de ser feliz, como se não houvesse amanhã.

Tá, não foi legal. A praia tava cheia e eles nem pra um cantinho escondido foram. Foi ali, no raso, na frente de todo mundo mesmo. Bem escandaloso, diria eu. Mas ai, gente, que saco! Já fizeram o que tinham que fazer, vaiaram, a coitada passou uma vergonha danada, chamaram polícia, eles foram pra delegacia, acho que levaram uma chamada, atentado ao pudor, já tá suficiente pra aprender que tudo tem limite e pra se arrepender dessa tarde pelo resto da vida, certo? (Tá, tenho que ser sincera - na verdade estou considerando meio que a moral geral das coisas, as convenções de pudor, etc, porque eu particularmente, se fosse considerar só o meu julgamento pessoal, acho tudo uma bobagem! Ver um casal transando, pra mim, não me agride em absolutamente nada! Pode até não ser legal pras crianças, ok, mas ainda assim, acho pior criança presenciando violência, gente se agredindo verbalmente, chutando cachorro, bebendo horrores até cair, do que presenciando um ato de amor... mas enfim, aceito a moral vigente, e por esse padrão, concordo que a coisa foi excessiva...).

Agora, passada a confusão, o que estão fazendo com essa moça é uma abominação, gente! A coitada está sendo crucificada. Um senhor que estava na praia está querendo entrar com uma ação de danos morais, porque se sentiu ofendido. A diretora da escola dos filhos dá entrevista dizendo que ela merecia uns tapas. A coitada é pobre, mora em um lugar humilde, em uma rua sem calçamento, não tem como se defender, não pode pagar advogado, e é uma pessoa simples. Envergonhada, acuada, exposta, e todo mundo se deleitando, apontando dedo, criticando, xingando, julgando... pelamordedeus! Ninguém saiu machucado, ninguém viu nada que já não tivesse visto antes, que hipocrisia e falso moralismo horrorosos!

Vamos deixar essa mulher em paz. É uma pessoa comum, tem filhos, uma vida pra tocar, e a achincalhe público está muito desproporcional ao deslize que ela cometeu, nénão?

Bora deixar de ser bundões, Brasil!!

9 comentários:

Jujuba disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jujuba disse...

E eu doidinha pra ver o vídeo e não posso (net de casa não presta e do trabalho bloqueada)...

Anônimo disse...

Nem havia ouvido falar no assunto antes de ler esse post. Busquei na net e está em todos os lugares que havia crianças. Então, viram o que não haviam visto antes. Mesmo quando as crianças ouvem os pais fazendo sexo, por não saberem do que se trata, isso em geral causa sim muitos danos a formação.

Ademais, ela não parece muito "Envergonhada, acuada, exposta" nesse link aqui: http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/fotos/apos-video-de-sexo-em-praia-cicarelli-de-rio-das-ostras-posa-com-namorado-traido-20130224-3.html.

Tici.

lili cheveux de feu disse...

Que que é isso? Nunca nem ouvi falar. Rs.

Amanda M. disse...

Concordo com o texto! Envergonhada ou não, não entro no mérito. Mas o caso é que toda a repercussão da situação é de um machismo sem tamanho. Ela é a "errada", "depravada", "sem noção" e ele? O comportamento do rapaz ninguém questiona, julga ou critica. Pra variar...

Rose Foncée disse...

Né, Amanda? Do moço ninguém fala nada, né.

Anônimo disse...

Se fosse a Cicarelli processava o Google.

Anônimo disse...

Rsrsrsrs..gostei, anonimo. Rose e Amanda, vcs tem razao. Nao havia pensado nisso.

Tici.

Lili Cheveux de Feu disse...

Existe coisa mais classuda que reportagem no R7? Hein, Deus?