terça-feira, novembro 1

O Astro - Meus comentários...



Em meus 37 anos de vida eu preciso confessar: Raramente assisti uma novela. Nunca assisti uma novela inteira. Neste ano, quebrando a regra, assisti duas, praticamente inteiras: Ti Ti Ti e o Astro. E tenho que dar o braço a torcer, a Globo é líder de audiência pela inteligência dos estrategistas de programação. Ano a ano as novelas vem perdendo o público e os horários já ficaram consagrados e caricatos em um determinado modelo. Era preciso inovar ou beber na fonte do folhetim brasileiro. Foram ressuscitar o texto de Janete Clair.

Ela foi uma das maiores escritoras do folhetim. O seu estilo ficou ultrapassado pelo realismo e minimalismo de seus seguidores como Gilberto Braga que definiram o padrão da novela das 8. Muito sangue, mistérios e vilões. Janete Clair não. Janete Clair era escapismo. Como nada passava pela censura o jeito era apelar para um flerte com o fantástico ou o desconhecido. Assim, muito poderia passar pela censura. Em Selva de Pedra Simone apenas trocava de peruca e ninguém a reconhecia. Irmãos coragem temos um diamante quebrado com uma marreta. Alguém tá acompanhando? Alguém imagina Gilberto Braga ou Emanuel Carneiro escrevendo isso? Nem pensar. A única fiel ao estilo Janete Clair ainda é Glória Perez com seus indianos, ciganos, muçulmanos, etc. Qualquer povo exótico é desculpa para o texto.

Mas por que eu disse que a Globo é inteligente? Porque eles quiseram atrair públicos que há tempo perderam. Não adianta colocar mais um horário estilo Gilberto Braga. Os adolescentes e jovens tem um mundo de seriados violentos e tramas mirabolantes para ver. Eles foram buscar: primeiro os homens porque todos, mas todos os homens que eu conheço foram ver uma bunda da Carolina Ferraz ou esperavam um peito da Guilhermina Guinle e segundo os saudosistas que estão cansados de mesmice na TV. As sutilezas do texto eram tantas que os mais incautos não perceberam. O estilo "one track minded" de boa parte das pessoas foi incapaz de entender a imensa homenagem e o escracho que foi essa novela.

As dicas:

Abertura:

Uma das mais bregas possíveis, com turbantes, simbolismos e mágicas. Alguém reparou na letra de João Bosco:

Me dá vertigem
Minha pedra é ametista
Minha cor, o amarelo
Mas sou sincero
Necessito ir
Urgente ao dentista
Tenho alma de artista
E tremores nas mãos

Isso é ditadura pura. A música tema foi mantida para o tom do que viria por aí. Non sense com dicas escondidas: Tenho alma de artista e tremores nas mãos. Gente, os artistas durantes a ditadura viviam apavorados. Olha a sutileza do recado.

Regina Duarte.

Regina Duarte é uma atriz limitada sim. Desde a década de 90 nada do que ela fez foi elogiado. Mas ele conheceu Janete Clair. Ela foi Simone, Ritinha e Luana Camará. Ela sabia o tom exato da Clô Hayalla. Era um tom flertando com Maria Del Barrio. O exagero da interpretação não é um erro, é o maior acerto possível. Este era o tom do texto. Me desculpem os minimalistas, mas reduzir toda a riqueza da arte de interpretar a um texto contido estilo Nelson Rodrigues é uma perda irreparável para arte. Há personagens que devem ser escrachados, burlescos e exagerados. Clô Hayalla é um deles. Parabéns Regina Duarte poucas atrizes entenderiam isso tão bem.

Herculano Quintanilha:

Isso lá é nome de mocinho? É uma grande piada isso sim. Conversar telepáticas? O que é isso minha gente? República de las Bananas invadindo o horário nobre?

Família Hayalla:

Eles são Libaneses. LI-BA-NE-SES. Por serem desta cultura tão exótica tudo é possível. Assim como eu disse lá em cima. Glória Perez faz até hoje.

Daniel Filho e a morte de Salomão:

Daniel Filho é outro discípulo de Janete. E fazia tempo que ele não interpretava nada. Ele quis fazer o Salomão. Ele quis se auto dirigir naquele tapa escrachado que foi a morte do Salomão. Ruim até a alma, mas proposital. Foi de chorar de tão ruim e tão bom ao mesmo tempo.

Rosamaria Murtinho e tia Magda:

No universo Janete Clair existiam os de alma muito boa e perfeitinhos como Lili, Márcio ou Amanda. Mas a maioria dos personagens são dúbios. De personalidade no mínimo invejosa e corruptível. Rosamaria Murtinho foi beber da verve dos personagens dúbios. E olha que ela também se jogou no chão, chorou muito e borrou a maquiagem. "Eu fiquei com os restos" dita aos prantos rolando no chão foi espetacular.

O Reaproveitamento do elenco de TiTiTi:

Boa parte do elenco da comédia TiTiTi Caiu em uma novela séria: Marco Ricca, Guilhermina Guinle, Tato Gabus Mendes, Vera Zimermann, Mila Moreira...Eles estavam no ar há alguns meses fazendo comédia. A Globo sempre foi cuidadosa ao escalar o elenco para que o tom das novelas não seja confundido. Aqui foi proposital para que as pessoas realmente fizessem o paralelo e encontrassem mas rapidamente o tom de comédia escondido.

Easy like Sunday Morning

Como canta Jamoju: To Facinha...Facinha como uma manhã de domingo. Easy like Sunday Morning nunca foi uma música romântica. É tema de alguém tá doida pra dar. Ou seja: AMANDA.

As Homenagens Sutis:

No Astro Original Dina Sfat não fica com Francisco Cuoco. Ela o Abandona no altar. Minutos antes da Gravação Janete Clair mandou um bilhetinho para Francisco Cuoco e Dian Sfat dizendo que esta era a vingança de Fernanda. Sim foi a Vingança de Dina Sfat (Fernanda) abandonada por Cristiano (Francisco Cuoco) em Selva de Pedra. Nesta nova versão do Astro homenagearam Glória Perez dando a Juliana Paes o Márcio Garcia. O mesmo trio de Caminho das Índias. Só que lá Juliana Paes fica com Rodrigo Lombardi.

O Culpado é Mordomo, mas a mando da Patroa. Isso é Silvio de Abreu. O Tramas mirabolantes de roubos são Gilberto Braga. Escracho e obviedade é Sílvio de Abreu, grande amigo de Janete Clair.

E isso só para começar, mas tivemos o realismo Fantástico de Dias Gomes na fuga De Herculano Pássaro, uma morte no hospital no melhor estilo choroso de Manoel Carlos ou uma tarde de cenas contemplativas na praia de Benedito Rui Barbosa.

Enfim, eu me declaro completamente apaixonada pelo que a Globo fez com o Astro. Uma imensa homenagem a uma de suas maiores escritoras. Se for para fazer remakes, que sejam assim, com a modernização do texto, mas mantendo a essência.

13 comentários:

Guga disse...

Jura que era pra perceber isso tudo? Mas gente...

Saulo disse...

Acho que nunca vi nem 5 min da novela. Confesso que me sinto mais atraído pelos roteiros do Gilberto Braga.

Holandesa disse...

Pra quem nunca assistiu uma novela até os 37 anos vc está dando um show de expertise...

Adelaide disse...

Holandesa, eu sempre tento, mas nunca tenho paciência....E adoro ler sobre novelas.

Adelaide disse...

Saulinho,
Vc nasceu e cresceu em Gilberto Braga. Mas cansa, não?

Adelaide disse...

Quando era criança eu lia o resumo da novela no jornal!!! Adorava mais do que assistir!!! E realmente eu não sei nada. Só sou metida mesmo!!!

chaverdecomlimao disse...

E sabe qual é a próxima? GABRIELA!!!!
Eu nasci assim, eu cresci assim...

Adelaide disse...

Jura???? que barato hein!

Rose Foncee disse...

Ar-ra-sou, Adelaide!! Fiquei até frustrada agora porque não assisti O Astro... que ódio!!
Da próxima vez comenta antes!!!
Mandou muito bem mesmo...

Saulo disse...

Na verdade, eu comecei a gostar mais do Gilberto Braga quando já adulto, em Celebridades.

Minha referência para novelas quando criança e adolescente era mais o Agnaldo Silva (Tieta, Pedra sob Pedra, Fera Ferida, A Indomada), que hoje eu não suporto.

De qualquer jeito, eu acho o Gilberto Braga inovou no formato, na última novela, com várias histórias curtas no seu desenrolar. Não cansava a audiência e, ao mesmo tempo, conseguia manter o fio condutor da novela. Aliás, o que me impressiona nele é que o roteiro principal já está todo pensado desde o primeiro capítulo e que ele não se esquece de nenhum personagem, ao contrário da Glória Perez.

lili cheveux de feu disse...

caraca, tu trouxe muito tóxico do exterior né? hahaha.

Adelaide disse...

Saulinho,

Eu acho interessante uma novela ser um "ser vivo". Não dá para ceder sempre ao que o público quer, mas há fatores como a química entre os atores que pode influenciar.

Acho Gilberto Braga um rei sim. Mas ele está sentado em uma fórmula mais ou menos segura desde os anos 80. É difícil se reinventar.

xxxxxxxxxxxxx

Rose,

te passo um link se vc quiser.

xxxxxxxxxxxxx

Lili,

Talvez como eu disse lá em cima, eu não veja novela com essa freqüência toda, isso foi um mundo que se abriu para mim.

Marion disse...

Droga o blogspot comeu meu comentário! grrrrr