sábado, setembro 10

da série: coisas que eu disse e adorei e coisas que não disse mas deveria ter dito.

para aquela criatura que me disse:

- nossa, você emagreceu ainda mais!
- não.
- emagreceu, SIM!
- sinceramente, meu amor, eu confio mais na minha balança que em você.

eu disse isso aí, mas deveria ter dito:

- nossa, você emagreceu ainda mais!
- não.
- emagreceu, SIM!
- é. você tem razão, eu emagreci. [chorando] inclusive os médicos me deram só mais uma semana de vida... [chorando muito] eu tenho uma doença muito grave e contagiosa, mas você, por estar assim tão gorda talvez não se importe em correr o risco de se contaminar na minha presença, não é mesmo? será que a gente poderia conversar um pouco numa salinha reservada? eu preciso tanto desabafar com alguém... ninguém mais quer se aproximar de mim! todos têm medo, pois a doença é transmitida por qualquer secreção corporal em contato com a pele de alguém. [espirro] desculpa, eu espirrei em você. MEU DEEEEUS!!! EU ESPIRREI EM VOCÊ??? AAAAAAAAAAAAAH!

*

por que inconveniência tem limite, não? e eu ando bem tolerância zero.

5 comentários:

Jujuba disse...

Poxa, mas é melhor alguém teimar contigo dizendo que emagreceu do que engordou. Aí eu dava era uma porrada.

Lili Cheveux de Feu disse...

mas, no caso, eu já sou muito magra, jujuba. emagrecer mais para mim não é nada legal... é coisa que não se diz. é o mesmo que alguém dizer que tu engordou.

Anônimo disse...

como vc consegue ser magra, lili? vc come muito e é a genética que é boa ou vc se priva das coisas?

lili cheveux de feu disse...

é pura genética mesmo, anônimo.

Consuelo disse...

tem que cortar as inconveniencias mesmo, mas vc já disse algo p pessoa, q confia mais na balança do que nela. Pessoa sem semancol a gente não perde tempo não.