quinta-feira, maio 26

gostaria de saber...

... se vocês não acham OK que o namorado/marido vez ou outra vá com os amigos a um puteiro. mesmo que os amigos sejam solteiros, não importa.
tudo bem, não?
ou não?

[respondam anonimamente, mas respondam, tá? é uma pesquisa séria.]

28 comentários:

Anônimo disse...

na minha opinião pessoal, não está nada bem não. nada contra as piranhas em geral (as que são por necessidade ou por opção)mas marido/namorado/ficante "meu" pra poder se relacionar comigo tem de abrir mão das casas de tolerância.. senão agente (no caso eu) perco o respeito pelo cara, q se for frentador de lugares como esses já não tem respeito por mim há tempos.
mas isso é só minha opinão

Anônimo disse...

ah se ele topar em me deixar frequentar o clube das mulheres e encontrar uns garotos de programa pra adimirar e bater papo, sem problema algum. ha-ha-ha
marina

Anônimo disse...

Eu também não ia gostar não!
Até porque no alto da minha insegurança ia achar que eu não estava dando conta do recado...
E ainda ia ficar imaginando o acontecido.....
Adoro o blog!!!!!!!
Bjbj.

mari disse...

hahahahhaa claro q não...

Anônimo disse...

ah se ele topar em me deixar frequentar o clube das mulheres e encontrar uns garotos de programa pra adimirar e bater papo, sem problema algum. ha-ha-ha (2)

Andrea Nunes disse...

Nem pensar! Fidelidade, seja afetiva ou sexual é requisito. Tô bem fora dessas modernidades :o)

Anônimo disse...

Se for pra deixar a mulher/namorada em casa, não. Seria trocar a namorada pela puta, sinal que algo está errado. Mas nem sempre as coisas acontecem assim. Em determinados casos talvez não seja tão condenável assim não.

Anônimo disse...

Quanto mais liberdade vc oferece mais tu aprisionas.

Anônimo disse...

Nem pensar! Fidelidade, seja afetiva ou sexual é requisito. Tô bem fora dessas modernidades.[2]

lili cheveux de feu disse...

hummmmm... muito interessante, galera. adorando as participações.

Mari Biddle disse...

Eu moro em um país que não tem prostíbulos. Que a prostituição só é legal no Estado de Nevada.

Mas imagine que eu fosse casada com um brasileiro e morasse no BR - eu não ficaria nem um pouco chateada se meu marido atual fosse a um prostíbulo. Sei que ele jamais compraria os serviços de uma prostituta. Beberia, conversaria, pagaria por uma lapdance ( coisa mais comum na cultura dele) de uma prostitua e só.

Bjs

Anônimo disse...

fica oferecendo liberdade pra puteiro que o bofe te larga rapidinho, afinal tem muita puta boa que sabe colocar o cara na linha.
daí que a aprisionada fica tu, na mão dele e na da puta que fica com o salário dele. bonito mesmo.

Mari Biddle disse...

Eu tenho a fantasia de ir a strip club masculino com amigas. Não tenho a fantasia de pagar por serviços de um prostituto. Mas se isso fizesse parte das minhas fantasias, faria.


A gente tem de trabalhar muito a questão da insegurança no relacionamento. E tem de entender o quanto a relação sexual é fluida. Por isso é tão dificil entender as relações de poder entre um homem que paga por sexo e aquele que acha o sexo pago sujo - imoral - brochante.

lili cheveux de feu disse...

mari, tipo, um lapdance com a mulher se esfregando, sentando no bofe e tudo bem?

marcelo disse...

Mari, você jura que acredita piamente que, pelo fato da prostituição aí ser ilegal, não existem prostíbulos???
(hehehehe.... só tô perguntando.. hehehe)

Mari Biddle disse...

Não eu não preciso jurar, é verdade. Vcs veem nos jornais politicos sendo massacrados pela imprensa quando são pegos com prostitutas, né. Prostituição existe mesmo em Estados onde é crime se prostituir. Mas as casas obviamente que não existem. Muit@s usam canais na net para divulgar os serviços.

A lap dance é bem simples, Lili. Eu mesma já fui a strip clubes femininos daqui e até conheci uma stripper brasuca e talz. enfim, tu paga tipo 20 dolares para ter uma dança exclusiva sofázinho, no salão. Ou paga 1 dolar se vc quiser ficar no balcão olhando as dançarinas. Tem seguranças em todos os lados e é sumariamente proibido falar, tocar ou passar papelzinho com número de fone para as stripers. Se o cara põe a mão, o segurança tasca ele na rua. Tem o quarto champagne ( ta na marie claire americana do mês restrasado) que geralmente a turma paga 200 dolares por uma lapdance num local reservado. Geralmente são usados por quem ta fazendo festinha de despedida de solteiro.

Mari Biddle disse...

Muitos pensam que Las Vegas em Nevada é permitido se prostituir fazendo pista ( na rua) e isso não é verdade. A prostituição é permitida em alguns county do Estado de Nevada e é proibida dentro de Las Vegas.

Existe uma linha muito tenue separando a striper da prostituta né. O interessante é que no BR a prostituta dança para atrair o cliente nas casas de tolerancia ( disfarçadas de clubes) e não tem a cultura de jogar dinheiro para elas na pista - aqui existe a striper e ela ganha dançando. A prostituta dos anúncios de jornais daqui não dança pra fazer uma grana - ela é prostituta e ponto, mas se o cliente pedir para dançar será apenas mais um dos acessorios que ela terá para satisfazer a fantasia do cliente.

Mari Biddle disse...

Se o marido- namô é viciado em prostitutas ou pornografia não será a namorada ou esposa que vai curá-lo do vicio. E nem é culpa da esposa ou namorada se o marido gasta uma grana com serviços de prostitutas. As mulheres tem de começar a por isso na cabeça. Não é uma disputa para ver quem é mais gostosa e quem arrasa mais na cama. Não é uma disputa, gentem! É uma questão de baixo auto estima ( só to falando do viciado) e poder.

Só isso. Aí da pra gente simplificar o debate.

Eu como feminista penso primeiro na prostituta - como essas relações de poder se desenvolvem. Eu não daria conta de ficar com um homem que vez ou outra paga por serviços de prostitutas pq eu gosto de gente com ego gigantão, que se acha e relaciono isso com auto estima. Dentro do movimento sempre estamos brigando pq tem a ala pró prostituição e a outra que vê a prostituição como degradação da mulher. E as pesquisas não mentem e a gente acredita nos números.

E se existe mercado é pq existe a demanda, néam. E quem paga a conta da profissional é o homem hetero.

lili cheveux de feu disse...

eu conhecia o conceito de lapdance como sendo outra coisa... mas ainda assim...

Mari Biddle disse...

A lapdance tem o significado igualzinho traduzindo para o português. O cara estende a nota de 20 conto, mocinha guarda e dança uma música toda se esfregando nele. Ela pode pegar a mão do cara e passar pelos seios dela. Mas ele não pode fazer o mesmo, tem de manter as mãos longe do corpo da moça.

Exemplo de viciado em mulher e misógino de carteirinha - o Charlie Harper de Two and a half men.

chaverdecomlimao disse...

Acho que, mesmo que marido fosse, não usaria os serviços "da carne"... rsrsrrs... mas claro que eu não gostaria. Acho que ele também não gostaria que eu fosse, também sabendo que eu não faria nada. Acho que é uma questão de repeito. Se quer só beber, jogar, conversar, pode ir num lugar desses sem putaria. Not?

lili cheveux de feu disse...

eu não ligo [muito] que o cara visite sites pornôs, veja filmes, revistas, etc...
agora, qualquer outra relação envolvendo erotismo ou pornografia que também envolva a presença física de uma mulher, seja quem for, seja ela "profissional" [aspas pq eu sou do time que acha que é degradação, mari, rsrs] ou não, pra mim é demais.

Marion disse...

Lili, a questão é que não acredito que um cara vá ao puteiro e fique só admirando a paisagem. Se vai a um lugar destes vai querer se divertir ( no sentido amplo da palavra)

Por isso eu não acho OK não. Não ia levar isso numa boa não.

Uma coisa é ver revista de muler pelada, isso eu acho supernormal e não ligo. Afinal a pelada está na revista, né? Não há contado.

Agora ver uma mulher pelada ao vivo que nã seja euzinha aqui , eu não ia achar normal não.

Mas se o marido ( o da pesquisa!) frequenta tais locais a esposa ( a da Pesquisa!) deve negociar e ir ela também em lugares de diversão adulta. Sério, se for conversado e os dois estiverem de acordo que cada um pode se divertit por fora, não vejo mal algum.


Beijos

Marion disse...

Aliás, quem é o objeto da pesquisa heim??/ Fiquei curiosa.

Lili Cheveux de Feu disse...

marion, isso é segredinho. rsrs.

Jujuba disse...

Eu não acho normal não! Nem morta. Só se for muito escondido e eu nunca, nunca souber. Se eu descobrir vai rolar o figth!

Anônimo disse...

Meu marido sempre gostou de frequentar puteiro,
Ele sempre me diz que isso é coisa de homem mesmo,
É normal . Já estou tão acostumada que não fico mais chateada como antes.
Pra mim é normal ele sair com os amigos para o puteiro ,
Sempre ouço eles conversando sobre as putas que comeram.
Meu marido diz que homem necessita disso, e que gosta de fazer sexo com putas so para aliviar
O stress .
Ele sempre me disse que existe coisa que o homem nao pode fazer com sua propria esposa por ser falta de respeito
E pra isso sempre existiu os puteiros .
Oque eu pego bastante no pé dele é pra usar camisinha ,
Eu vivo comprando camisinha pra ele carregar no carro e na carteira ,
Fico aliviada quando vejo que as camisinhas do carro ou da carteira estao acabando porque isso é sinal que ele esta usando camisinha quando vai ao puteiro ou pega mulher na rua ,mas quando vejo que ta demorando pra acabar as camisinhas eu logo ja questiono se ele
Nao ta usando ,e ele diz que as vezes nao usa porque prefere anal sem camisinha porque dá pra sentir muito mais ,
E muita vezes ele so coloca a camisinha no final se sentir vontade de gozar dentro da buceta delas , mas quando goza no cú ele nem coloca ! E isso que me deixa preocupada por isso pego no pé dele incentivando o uso da camisinha,
Mas quanto ele ir ao puteiro pra mim é normal , ele sempre foi muito mulherengo ,ate um tempo atras ele tinha 2 amantes fixa e eu morria de ciumes dela , adorei quando ele largo elas e disse que não vai querer maus amante porque da muita dor de cabeça , ele disse que comer as putas ou pegar mulher na rua é bem melhor .
O pai dele levou ele pra perder a virgindade no puteiro , e apartir dai ele nunca mais parou ,
O pai dele engravidou 2 putas na epoca que minha sogra estava gravida , e todos da familia o elogiava
Davam parabens , e minha sogra encarou numa boa , antigamente era bem mais normal homens casados irem para
O puteiro do que hoje , mas como meu marido foi criado assim entao ele cresceu ouvindo do pai que é uma necessidade do homem ter varias mulheres ,frequentar puteiro era normal, e trair só é um direito do homem , a mulher deve sempre permanecer fiel e submissa compreender todas as necessidades do marido e apoia-lo, e é isso que hoje ele também ensina ao nosso filho .
Então pra mim é uma coisa normal pois sempre convivi com isso ,
Passei a vida toda vendo meu marido sair com os amigos para fazer festas , comemorar aniversarios,
Passar uma noite por semana nos puteiros .

Anônimo disse...

Sou homem, sou casado, tenho 3 filhos e minha mulher ta gravida do quarto filho,
Sempre frequentei puteiro, minha vida toda!
É normal todo homem gosta de puta e nw é porque casamos vamos deixar de gostar!
Eu sempre trai minha mulher com varias mulheres , tinha amantes , namoradas,
Peguetes, ate que um dia minha mulher pegou , ela me perduou , pois ela tava gravida,
E foi ai entao que eu ja mandei a real eu disse pra ela que ate podia nw sair mais com qualquer mulher mas com as putas eu precisava sair
Entao ela chorou esperniou mas teve que aceitar pois depende de mim financeiramente e temos 3 filhos e ela ta gravida
Entao vou pro puteiro agora sem precisar me enconder , e as vezes quando nw to afim de ir eu chamo alguma puta aqui em casa mesmo
Minha mulher nao gosta mais ta tentando se acostumar , mais ela odeia mais ainda quando minha amigas vem em casa porque geralmente vem de shortinho de topzinho sem sutia de mini saia e elas nem ligam se minha mulher ta aqui ou nao elas chegam sentam no meu colo trocam de roupa na minha frente e minha mulher odeia isso , e quando levo elas para o quarto ela ja sabe que vou comer elas ,entao ela ta tentando se acostumar com as putas e minhas idas ao puteiro , e isso é mais que normal pra homem.