sexta-feira, janeiro 7

Captem a sutileza do negócio

Eu tinha certeza que não poderia confiar no Jaymenildsong [o marido da Adelaide, que prefere ser chamado só de "Jayme", pronto falei] para indicar uma pousada pro reveillon...

A pousada fica tão distante do centro de Santo Antonio do Pinhal e de todas as demais pousadas, que nem fica em Santo Antonio do Pinhal, mas em São Bento de Sapucaí. No meio do nada.

Na ceia de reveillon, enquanto todas as mesas tinham 6, 8, 10 pessoas, fomos colocados, eu e Barba, na primeira mesa, nas cadeiras mais chiques, supostamente sentados com mais um casal de um outro quarto que na realidade nunca apareceu.

Descobrimos que aquelas pessoas, todas elas [umas 30] costumam passar o reveillon naquela pousada há anos.

Achamos muito curiosa a placa do quarto:


"o bar estará sempre à disposição para bate-papo entre amigos, casais e confraternizações".
"pedimos a gentileza de não fazerem tais confraternizações dentro de seus apartamentos para que não haja problemas com os demais hóspedes".

E ligando os pontos então entendemos todo o lance: na realidade a tal pousada é um clube de swing e voyeurismo que não admite que "tais confraternizações" [ainda mais só em duas pessoas] sejam colocadas em prática no acalento de seus quartos, às vistas de NINGUÉM. Isso pode causar "problemas com os demais hóspedes" que, realmente, muito magoados, nos deixaram sozinhos na ceia e nos deixaram expostos na primeira mesa para que fosse mais fácil a observação. Certamente tentavam checar se havia alguma abertura nossa para realizar as "tais confraternizações" no bar, em cima da mesa ceia, com o peru na mão e a farofa na boca...

Obviamente eu não deveria ter me chocado com a cara de pau e baixeza do Jaymenildsong por ter nos enfiado naquele lugar. Tenho certeza de que ele e Adelaide morreram de rir durante toda a nossa hospedagem. Só te digo uma coisa, Jaymenildsong, se aparecer algum vídeo no Youporn com imagens minhas e do Barba fazendo as "tais confraternizações" em nosso quarto da pousada, eu mando cortar o seu instrumento de confraternização para fazer brinquedo comestível para cachorro. Por que eu tenho certeza que havia alguma câmera escondida no quarto... Aquele telão do bar certamente não ficou 4 dias passando só o DVD do The Corrs.

9 comentários:

O Barba :) disse...

Soh sei que meu moranguinho estava como feijões saltitantes mexicanos interessada na possibilidade...
e eu lá sou de dividir morangos?
rs

Arabiane disse...

HAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAU

Joelma Terto disse...

São Bento de Sapucaí? tá explicado. Era pra vocês terem ido no carnaval, não no reveilão. Pensa, Lili. Pensa!

Saulo disse...

Lili, vc está falando sério????

Eu estou me segurando para não rir aqui no trabalho.

Adelaide disse...

A pousada é show...mas longe de tudo....

Nel disse...

Eu tbm não estou acreditandooooo!
hahaha
Que coisa mais louca.
Beeijos

marcelo disse...

O fato de ser longe combina com suas declarações de que gosta de silencio, de mato, etc, amplamente propaladas aqui no blog...

Quanto ao resto, você tem certeza que não fez a Jack Nicholson e ficou enxergando dead people onde não tinha? Porque assim... swing.. na ceia de reveillon... em são bento do sapucaí ou coisa que o valha... tu comeu foi cogumelo na janta, sua loka!

O Barba :) disse...

Marcelo... que o clima estava propicio a pensamentos... chegou-se a cogitar também rituais satanicos onde NÓS seriamos as oferendas... tudo muito estranho.. até sacarmos o lance das "tais" confraternizações... rs

lili cheveux de feu disse...

muito sério. muito sério.
cêis tão vendo que o jayme nem se pronunciou sobre o assunto né?