segunda-feira, novembro 1

Um preto lá e uma mulher aqui. Me encanta.

Me deu vontade de rir a postura completamente diferente do seu Bonner na entrevista com a Presidente. Por que o peão pode manifestar respeitosa e claramente o seu posicionamento político (como ele fez frisando que o plano real, que estabilizou a economia, data de 1994, portanto, governo do PSDB) sem raiva na voz ou no gestual (como ele manifestou em todos os debates).

De resto, sem a pressão da campanha de ter que parecer querida, meiga e fofa, talvez tenha finalmente ficado claro, para quem não consegue ler nas entrelinhas, que a mulher é inteligentíssima e de boba manipulável não tem nada. Nunca vou me esquecer que o pouco que consegui compreender de econômia, por conta da minha burrice crônica, foi com ela que aprendi. Por que das aulas na universasidade, só lembro de um gostoso chamado Eros que sentava ao lado.

7 comentários:

JMJr disse...

Caríssima Rose,

Por mais que eu discorde das posições políticas de nossa excelentíssima presidenta e dos meios que a levaram a ser eleita, a partir de agora ponho minha fé e esperança que seu governo entre para a história horando a crença que sempre tive de que as mulheres são mais capazes do exercício do poder que os homens, dado o contexto de sua evolução na história da humanidade.

XOXO

O Mordomo disse...

Posto que não existia voto perfeito, isento de incertezas políticas e vacinado contra corrupção, qualquer um dos candidatos era suficientemente bom pra governar o Brasil.
Venceu a lógica "não se mexe onde está ganhando", e apesar do meu voto não ser dela [e também não era de seu concorrente - sim, eu teria votado branco], compartilho do desejo do mr JMJr de que a Dilma faça um excelente governo. Jamais tivemos condições políticas e econômicas como as atuais. Que a Dilma e o PT saibam aproveitar da melhor maneira possível a fase das vacas gordas, de preferência sem corrupção.
Agora sabem o que eu queria? Ver a Dilma nomear o Serra como ministro da segurança e a Marina como ministra da educação. Humildade pra convidar ela tem. Queria ver se os dois teriam humildade de aceitar.

Saulo disse...

Fez bem em prestar mais atenção no Eros. Se algum dia precisar de aprender economia, é só falar com seu amigo viado que mora em Brasília, que ele te ensina desde curva de oferta até modelos de crescimento endógeno.

Mari Biddle disse...

Gostoso com nome de Eros. Nem precisa falar mais nada!


.***

Anônimo disse...

Sem comentários sobre o Bonner, só rindo mesmo.
Nas entrevistas pra Record e pra Globo finalmente tivemos a verdadeira Dilma, para mim o Brasil está em boas mãos...

Solineuzza disse...

Apesar de achar ela uma escrota, como ja nao tem mais jeito mesmo torco pra que saiba o que faz e leve o Brasil pra frente.

Saulo, adoro um crescimento endogeno...

Débora disse...

Melhor foi ver a edição especial da Veja ( eca!!!) sobre a presidenta!!!